terça-feira, 6 de dezembro de 2011

MULHER: MÃE E REEDUCADORA



Para cada mulher um cálice sagrado: o útero. Para cada fêmea a possibilidade de dar a vida ou ser sua mantenedora. Filhos, biológicos ou não, requerem idênticos cuidados e a todas está reservada a mesma oportunidade divina de cuidar.

De forma equânime a Natureza apresenta um trabalho sustentado em muito amor: reeducar. Tal qual o ventre que traz ao mundo, a mão que acolhe torna-se responsável pelo ser humano que advirá.

Todas as glórias e tragédias do mundo são espiritualmente atribuídas às mães. Honestos, perversos, caridosos, maldosos, saudáveis, doentes, invejosos, benevolentes,... Todos nasceram de um ventre materno.

Ser mãe e reeducadora implica em superações pessoais profundas porque ensinar pressupõe ser conduta.

A verdadeira Mulher é a que compreende seu papel de representante direta de Deus na Terra, a que valoriza e respeita a outra mulher e a que pratica a missão divina de transformar seres em humanos, sustentada na consciência de que todos somos filhos de uma única mãe: a Mãe Natureza.

Este texto foi escrito com profundo respeito e serviu à divulgação da 18ª Conferência de Metafísica e Autocura de Americana, realizada pela Fraternidade Lux de Harmonização, no dia 23 de outubro de 2011.

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários são muito bem vindos! Esclarecimento pressupõe dúvida. Manifeste a sua ou apenas deixe uma contribuição. Todos os comentários passam por moderação. Somente serão publicados os de conteúdo apropriado e desde que não tratem de assuntos pessoais.

 
Powered by Blogger